Publicidade

Desbloqueio de celular agora é crime...


No Brasil as operadoras de telefonia celular são obrigadas a desbloquear seus chips, gerenciados pela Anatel, penso que seria uma prática saudável, pois trata-se de uma proteção aos seus usuários, sendo que essas operadoras tendem a criar taxas fazendo cobranças indevidas em seus serviços, dentre outros problemas proveniente de mentalidades de capitalistas desenfreados,  eu  fui vítima destes abusos, certa vez foram cobrados em meu chip  serviços não contratados, certamente reclamei, procurei as autoridades competentes e consegui resolver, por saber onde procurar ajuda... Zapeando pela net, encontrei uma notícia que confesso ser muito polêmica para o Brasil, porque polêmica? Por se tratar dum país com burocracias, que não seria  tão fácil resolver ou implantar aqui, trata de  se transformar em crime o desbloqueio dos celulares nos Estados Unidos, mas seria isso saudável para o Brasil? Seria interessante para os usuários brasileiros? Leiam a matéria na íntegra e comentem...


Desbloqueio de celular agora é crime nos EUA

Decisão foi tomada em outubro, mas passou a valer agora

Se no Brasil as operadoras telefônicas são obrigadas a desbloquear aparelhos para seus clientes - mesmo se houver algum plano de fidelidade -, nos Estados Unidos as coisas são diferentes. Desde sábado, 26, quem desbloquear seu celular sem autorização da empresa que o vendeu estará cometendo um crime.
A regra foi aprovada em outubro de 2012 e passou a valer nesse fim de semana, quando expirava o prazo de 90 dias para adaptação. Também foi proibido modificar os sistemas operacionais dos tablets - jailbreak do iPad, portanto, é ilegal.
O Congresso local tomou as decisões na revisão do DMCA, a lei de direitos autorais digitais. Desde 1998, o DMCA trabalha para banir a produção de sistemas que contornem os direitos, mas a cada três anos o Congresso pode incluir excessões ao texto - desta vez entrou a possibilidade de se hackear smatphones, mas não tablets.
Aparelhos como iPad ficaram de fora porque não há definição clara sobre o que é o dispositivo, então incluí-lo poderia criar problemas a outros mercados, como o de leitores digitais, por exemplo.


Comente com o Facebook: