Publicidade

Falha em antivírus da Microsoft sinaliza Google como site perigoso no IE


Falso positivo alertava que acesso ao Google instalava kit para criar redes zumbis
Uma falha no antivírus Microsoft Security Essentials tem notificado o site “Google.com” como perigoso para usuários do Internet Explorer. Dessa forma, milhares de usuários do programa antivírus ficaram sem poder acessar o maior site de busca do mundo...

 O problema foi descoberto pelo pesquisador americano Brian Krebs. As informações são do site "MSNBC".

De acordo com o pesquisador, esta não é a primeira vez que a Microsoft  comete o engano de bloquear o acesso ao Google. Em setembro de 2011, o antivírus indicava que o navegador Google Chrome era um malware e o removeu automaticamente de mais de 3 mil computadores.
A falha, que também afetou a versão corporativa do antivírus da Microsoft (o Microsoft Forefront), ocorreu com o tradicional pacote de atualizações lançado pela companhia às terças-feiras chamado de “Patch Tuesday”.  Ambos os programas alertavam que, ao acessar o Google, o usuário era infectado com uma kit, que permite que cibercriminosos criem suas próprias botnets –  redes zumbis que permitem que usuários mal-intencionados controlem computadores remotamente.
“No dia 14 de fevereiro, uma detecção incorreta do Exploit:JS/Blacole.BW foi lançada. Nós disponibilizamos uma atualização para este erro no próprio dia. Nós pedimos desculpas pela confusão que pode ter causado aos nossos clientes”, informou a Microsoft no site de segurança SecurityNewsDaily.


Comente com o Facebook: