Publicidade

A PELE À PROVA DE BALAS! DE TEIA DE ARANHA?


Foto: Nic Halverson
Na semana passada, soubemos que as aranhas estavam ajudando vítimas de queimaduras. Agora, nossas amigáveis aracnídeas estão sendo usadas em uma invenção digna de um super-herói: pele humana à prova de balas. Bem, quase. Em seu novo projeto, 2,6g 329m/s, a artista alemã Jalila Essaidi, junto com o Consórcio de Genômica Forense da Holanda, criou uma amostra de pele quase à prova de balas, feita com um enxerto de teia de aranha em células cutâneas humanas...
O nome do projeto corresponde ao peso e velocidade máximas que um colete à prova de balas é capaz de suportar quando atingido por uma bala calibre 22. Ao enxertar a teia de aranha entre a epiderme e a derme, a pele foi capaz de deter uma bala disparada a uma velocidade reduzida. Entretanto, não conseguiu repelir uma bala disparada à velocidade normal de um rifle calibre 22. Mas Essaidi está satisfeita com o resultado, já que está mais interessada no debate de ideias que seu projeto pode gerar. "Com este trabalho, quero mostrar que a segurança, em seu sentido mais amplo, é um conceito relativo, e consequentemente, o termo ‘à prova de balas’ também", afirmou Essaidi em um comunicado à imprensa. "A amostra deteve parcialmente as balas disparadas em velocidade reduzida, mas não em velocidade total”. "Mesmo com a perfuração da pele, o experimento ainda é um sucesso. Ele provoca a discussão sobre as formas de segurança que beneficiariam a sociedade”. O projeto integra uma exposição chamada Designers & Artists 4 Genomics, no Museu Naturalis em Leiden, Holanda. A exposição prossegue até o dia 8 de janeiro de 2012.
[Via TechNewsDaily]

Fonte: Nickpontocom/discoverybrasil.com/notícias

Comente com o Facebook: