Publicidade

Conheça a nova categoria de 'laptops compactos (os ultrabooks).


Se às vezes as fronteiras que dividem os diferentes tipos de computadores é frágil, saiba que o mais importante é prestar atenção no que você espera do seu micro. Daí, antes de escolher uma máquina, preste atenção nas categorias criadas pelos fabricantes. Aqui, vamos falar dos computadores portáteis. Portanto, estão de fora os desktops e suas variáveis. Começando pelo mais conhecido, aqui está o notebook: também chamado por alguns de laptop...
Quando esses computadores portáteis surgiram eles eram caros e de desempenho sofrível. Hoje, são a principal peça de venda da indústria. Fazem praticamente tudo que um computador de mesa faz. Talvez a limitação esteja justamente no tamanho da tela. Se você precisa de uma máquina com um tela grande, sua opção não será um notebook. Tem também outros detalhes. Para o pessoal que adora games, e joga títulos que exigem tudo e mais um pouco, até existem notebooks envenados, como esse. Mas, o problema aí é o preço uma máquina dessas não sai por menos de oito mil reais. Aí, um desktop pode ser a melhor opção.  Agora que você já conferiu os detalhes de cada categoria de computador, fica mais fácil escolher a máquina que mais atende suas necessidades e, é claro, cabe no seu bolso. escolher a máquina que mais atende suas necessidades e, é claro, cabe no seu bolso...Se você precisa de um micro super portátil, em que a leveza seja um fator preponderante, a sua máquina talvez seja um netbook. Eles são os primos menores dos notebooks. Geralmente, têm telas que não ultrapassam as onzes polegadas. É claro que para fazer uma máquina tão compacta, uma certa parte do desempenho fica comprometida. Mas, os netbooks mais modernos cumprem bem o papel de micro super portátil e até conseguem “dar play” em vídeos em alta definição. Tá certo que em uma tela tão pequena, isso não faz assim uma diferença tão grande... Resumindo: se você precisa de um máquina para levar para cima e para baixo, essa é a sua praia. Ah!, os tablets. Eles são os queridinhos da vez. A invenção de Steve Jobs é um sucesso sem precedentes. E eles realmente são muito bacanas para quem quer um micro super portátil, capaz de acessar a Web e exibir vídeos e outros conteúdos multimídia. Mas, correndo o risco se sermos xingados, nós aqui do Olhar Digital entendemos que os tablets servem muito bem para aquilo que o próprio Steve Jobs afirmou: consumir conteúdo. Se você tiver que produzir algo usando um tablet, já fica mais difícil. É certo que dá para usar acessórios, como teclados bluetooth – mas aí, o brinquedinho perde toda a praticidade e perde também no quesito preço, pelo menos por enquanto no Brasil. O governo está prometendo que eles vão ficar mais baratos... é esperar para ver... Para completar, chegou mais um categoria. Os ultrabooks vão ganhar as lojas. A novidade foi apresentada no começo desse mês de junho, em Taiwan, durante a Computex, uma das feiras mais importantes de tecnologia. Eles são notebooks super finos, super leves e com baterias que duram muito. Neles, os tradicionais discos rígidos foram substituídos por SSDs – também conhecidos como memórias flash. Eles também deve oferecer telas sensíveis ao toque, ao estilo dos tablets. Na verdade, nós acreditamos que os ultrabooks vão acabar se transformando no padrão dos notebooks em alguns anos...  


Fonte: olhardigital.com.br

Comente com o Facebook: